GLOSSÁRIO DE LOGÍSTICA REVERSA

DE ACORDO COM O LIVRO "LOGÍSTICA REVERSA- SUSTENTABILIDADE E COMPETITIVIDADE" - SP. 2017 , EDIT. SARAIVA 

  • Logística Reversa : "área da logística empresarial que planeja , opera e controla o fluxo físico, e as informações correspondentes, do retorno  ao ciclo de negócios ou produtivo de produtos de pós-venda (não consumidos) e  de pós-consumo (consumidos ),  através dos diversos canais de distribuição reversos agregando-lhes valor de diversas natureza: econômico , legal, de prestação de serviços , de correção de falhas  operacionais, de imagem corporativa , entre outros". Leite ( 2003,2009, 2017)

  • Logística reversa de pós-venda: é a área da Logística Reversa que trabalha com os produtos que retornam do mercado sem terem sido consumidos ou usados.

  • RMA ou ADM: Return Merchandise Authorization (RMA) ou Autorização de Devolução de Mercadoria (ADM) é uma transação onde o dono de um produto envia o material defeituoso para o fornecedor de forma a obter uma reparação do produto ou um novo, ou de forma a ter o seu crédito reembolsado para poder adquirir um outro produto do mesmo ...

  • Logística Reversa de pós-consumo: área da Logística Reversa que se ocupa dos produtos e materiais já consumidos, descartados ou usados, que poderão ser destinados ao Reuso, Remanufatura, Manufatura Reversa ou Desmanche, Reciclagem ou Aterros Sanitários.

  • Canais reversos de pós-venda : definidos pela primeira vez pelo prof. Leite (2003) referem-se aos agentes comerciais e industriais pelos quais fluem os produtos ainda não consumidos em seu retorno. Caracterizam-se por serem constituídos pelos mesmos players que os levaram ao mercado . Exemplos típicos são os canais reversos de e- commerce e varejo físico, assistência técnica, reuso , etc. É o campo de atuação da Logística Reversa de Pós-Venda.

  • Canais reversos de pós- consumo ; definidos pela primeira vez por Leite(2003) referem-se aos agentes comerciais e industriais pelos quais fluem os produtos  já consumidos  para o seu reaproveitamento de alguma forma. Caracterizam-se por serem constituídos por players independentes  dos que os levaram para o mercado . Exemplos típicos são os canais reversos de embalagens descartáveis, dos produtos duráveis em geral quando chegam ao final de sua vida útil , etc. Trata-se do  campo de ação da Logística Reversa de Pós-Consumo.

  • Distinção entre Logística Reversa de Pós-Venda e de Pós-Consumo:  enquanto no primeiro caso os produtos retornam pelos mesmos agentes (canais) que  os levaram para o mercado e o tempo entre a venda e o retorno  é relativamente curto. No segundo caso os produtos retornam por canais  diferentes daqueles que os levaram ao mercado , com diferentes agentes , e o tempo entre a venda e o retorno  é relativamente longo.

  • Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) :  lei editada no Brasil em 2010  que contempla três principais aspectos do retorno de produtos de pós-consumo. Responsabilização da implantação da Logística Reversa pelas cadeias empresariais que levaram os produtos para o mercado.   Compartilhamento dessa responsabilidade entre fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes. Distinção entre "Resíduo" e "Rejeito " : resíduo é todo produto que pode ser reaproveitado de alguma forma enquanto rejeito é o que resta de produto ou materiais que não podem ser reaproveitados .

  • Canal reverso do e-commerce (B2C) : retorno de produtos neste tipo de varejo virtual que apresenta alta taxa de devolução e é protegido por legislação do Código de Defesa do Consumidor Brasileiro com  a tolerância de 7 (sete) dias para a desistência da compra, sob qualquer  argumento. 

  • “Reuso” pode ser entendido como o destino de produtos que não servindo mais ao primeiro utilizador seguem os diversos canais reversos, nos quais os produtos são reutilizados no estado em que se encontram, seja em mercados originais ou em mercados secundários.

  • “Desmanche”, modernamente denominado “ Manufatura Reversa” é o processo industrial onde o produto durável é desmontado e seus componentes separados destinados ao reuso em mercados secundários, à remanufatura ou reciclagem, valorizando-os como componentes.

  • “Remanufatura” de um produto durável, muitas vezes também conhecido como processo de “Reconstrução”, ou ainda de “Recondicionamento”, além de outros nomes específicos, é o processo industrial de reconstrução do produto reaproveitando os componentes que oferecem condições tecnológicas.

  • “Reciclagem” de um produto ou embalagem é o “processo industrial” de extração dos materiais constituintes dos mesmos. Extrai-se materiais como plásticos, vidros, metais, etc., que serão reaproveitados ou incorporados a novos produtos ou embalagens. Observe-se que nestes processos existe a destruição dos produtos e seus componentes reduzindo-os às suas matérias primas originais, com maior ou menor valor econômico em função do tipo de material extraído. 

  • Mercado secundário: são  mercados para onde fluem as mercadorias que apresentam valor econômico  residual mas que não podem, por algum motivo, ser comercializados  nos mercados de origem. Os mais conhecidos atualmente referem-se a "outlets"  ou "ponta de estoque" de produtos de moda; vendas pela Internet e leilões, principalmente.

  • Matérias primas Secundárias:  são materiais que foram de alguma forma recicladas e que se  reintegrarão  na produção de outros bens .

  • Sustentabilidade: pode ser definida como  a busca da manutenção de três eixos principais - eixo econômico - eixo ambiental e eixo social, visando a preservação respectivamente da lucratividade, do meio ambiente e das condições sociais .

  • Desenvolvimento Sustentável: é definido  pela ONU como  "aquele que atende às necessidades presentes sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas próprias necessidades".  

  • Reintegração ao ciclo de negócios: trata-se do genérico processo, característico da Logística Reversa de pós-venda ,em que as mercadorias retornadas por diferentes motivos, após  eventuais ajustes de embalagem , reparos ou  outros , são redirecionadas para  mercado originais ou secundário.

  • Reintegração ao ciclo produtivo:trata-se do genérico processo, característico da Logística Reversa de  pós-consumo, em que os produtos descartados são direcionados a processamentos de reaproveitamento do próprio produto, de seus componentes ou de seus materiais constituintes. 

  • Taxa de Retorno de um produto: é a relação quantitativa entre a quantidade de produto que retorna pelo equacionamento da Logística Reversa  e a quantidade colocada no mercado. Evidentemente pode relacionar quantidades de uma região , país ou de uma empresa em particular.

  • Macro Processos da Logística Reversa:  refere-se  aos processos  envolvidos  para o completo ciclo da Logística Reversa : Coleta dos produtos  -  Consolidação ou Armazenagem  -  Seleção de Destino do s produtos retornados -  Reaproveitamentos diversos  -  Redistribuição dos produtos  ao novo mercado.

  • Coleta Seletiva Domiciliar: processo organizado e formalizado de Logística Reversa, regulamentado e com frequência adequada que envolve  a recolha domiciliar de produtos descartados, que podem ser reciclados, destinando-os corretamente às operações de triagem e aos processos de reciclagem.

  • Coleta Informal:  processo  não formalizado e realizado de forma  eventual  por operadores independentes .

  • Aterro Sanitário:  sistema de disposição de lixo urbano especialmente projetado para esse fim , com a utilização de técnicas de engenharia sanitária de recobrimento do material coletado em camadas , sistemas de escoamento de líquidos  e emanação ou aproveitamento de gases  emanados dos resíduos orgânicos .

  • Canais Reversos de pós-consumo de ciclo fechado:  são sistemas de Logística Reversa que visam captar materiais constituintes de produtos para aplicá-los na fabricação de produtos equivalentes  de mesma natureza . Exemplos clássico: ligas de metais de alumínio e chumbo, óleos lubrificantes.

  • Canais Reversos de pós-consumo de ciclo aberto: sistemas de Logística Reversa nos quais os  materiais coletados podem ser dirigidos para fabricação de produtos de quaisquer natureza. Exemplos clássicos: metais em geral, plásticos. 

Entre em Contato

Cel: 011 - 981115203

clrb@clrb.com.br

  • Google+ Long Shadow
  • Facebook Long Shadow
  • LinkedIn Long Shadow
  • Twitter Long Shadow

© 2023 por Sandro Esteves. Orgulhosamente criado com Wix.com